Bitcoin Forum
October 23, 2018, 01:04:14 PM *
News: Make sure you are not using versions of Bitcoin Core other than 0.17.0 [Torrent], 0.16.3, 0.15.2, or 0.14.3. More info.
 
  Home Help Search Donate Login Register  
  Show Posts
Pages: [1] 2 »
1  Local / Português (Portuguese) / O dinheiro estatal já perdeu a batalha contra criptomoedas on: August 17, 2018, 10:18:02 PM
Uma batalha perdida
O maior esforço dos reis durante a idade medieval era transformar ferro em ouro. Eles estavam aprisionados à dura escassez que o ouro impunha diante de seus olhos. No entanto, com a evolução do dinheiro e das instituições que governam nossa sociedade, os governantes conseguiram o que queriam: o poder de criar ouro do nada através de dinheiro estatal.

Entretanto, eles não conseguiram necessariamente criar ouro do nada. Mas conseguiram encontrar algo melhor ainda: transformar papel sem valor em ouro. Através do sistema de reserva fracionária, os bancos puderam lentamente destruir todo aquele sistema monetário baseado em ouro e outros metais preciosos como bronze e prata.

Isso aconteceu porque não era tão simples e seguro armazenar metais preciosos para realizar transações no cotidiano. Era preciso ter confiança em um banco para realizar a custódia, ganhando um papel que poderia ser utilizado para resgatar o ouro. Depois que os bancos começaram a criar mais papel do que a quantia em ouro depositado, surgiu o sistema de reservas fracionárias, logo depois, as primeiras moedas lastreadas em ouro.

Leia mais em: https://cointimes.com.br/o-dinheiro-estatal-perdeu-a-batalha/
2  Economy / Economics / Bitcoin price is melting down and this is your fault on: August 09, 2018, 06:29:59 PM
We learned nothing from Bitcoin
Taken by the profit thirst during the insane highs in the second half of 2017, we become addicted to absurd profits of 10% a day, I am included in that. At the top of irrational exuberance, the market turned, came despair and abstinence. We completely forget the purpose and principles behind the emergence of Bitcoin.

It was created to be an alternative to the financial system that has led us to the greatest crisis in history. Satoshi, through his creation, gave us the possibility of having a free high-inflation, scarce money, without the need for banks, governments and unconquerable by any authority.

With Bitcoin we are the owners of our own wealth, being able to transfer to whomever we want, without giving satisfaction to anyone, in just a few minutes to anywhere in the world.

I’m not saying that everyone who buys Bitcoin has to be libertarian, or something like that. You are totally free to buy the currency for speculative purposes and fast enrichment, after all, we all like to make money. But we need to understand the purpose of the asset in which we are investing.
A sweet illusion
Now we are getting to the point of begging to  SEC in order to approve the Bitcoin ETF. We are thrilled when we see news that Goldman Sachs is going to buy trillions in Bitcoin.

We celebrated when future contracts arrived in Chicago and coincidentally the correction began the same day. Soon we will be asking for the regulation of Bitcoin to give greater security to the market.

The big question is, did Bitcoin needed some help from the state and the financial system to reach US$ 19,000? Did he needed an ETF to get millions of users making transactions? Do not.

Bitcoin got there by himself because he is a disruption as an asset and technology. It was to be an alternative to the financial system, not a tentacle of it.

The only thing that Goldman Sachs did was almost bring the world economy into the abyss. Now we want him to invest part of his funds in Bitcoin, because we are simply thinking of a valuation. We celebrate any news that can make the price go up without having any thought about it.

How the banks are destroying Bitcoin
The big banks will not put pressure on the states, with authority, to ban Bitcoin. They would incur the same mistake made previously: the prohibition and confiscation of gold. When you want to destroy an asset, this is a bad strategy because people sympathize with the asset in question, as it was with gold.

If you want to destroy an asset effectively, it should make people hate you. This is very easy, with future markets, large banks can easily manipulate the price. This already exists in the precious metals market and is now beginning to take place in the crypto-coins market, the name of this practice is: price suppression.

Through this practice, you keep prices always under control, avoiding major rallies like last year. Investors are increasingly frustrated with continued lows until they get rid of their Bitcoins. Thus, investors lose their faith and confidence in the asset, until they come to hate it.

In this way, the financial market begins to accumulate more and more currencies, until they force a new rally, selling the currencies at a more expensive price for those who previously discarded them. The banks are winning this battle, and we’re not even realizing it.

Do not trust. Verify.
If you have Bitcoin and think about selling, do not sell it cheap. We have been through major crashes, attacks, attempts at banning and he is still resilient and getting stronger. Bitcoin’s value comes from its scarcity, encryption and math, which is better than any coverage. Bank currency can be created indefinitely through fractional reserves.

Our money has no other coverage than in state words written on paper. One hour this account will no longer close, and may cause serious consequences for the financial system. At this time, you will want Bitcoin. Learn to value him more.

https://cointimes.com.br/bitcoin-is-melting-down/
3  Local / Português (Portuguese) / O Preço do Bitcoin está caindo e a culpa é sua on: August 09, 2018, 04:41:21 PM
Tomados pela sede de lucro durante as altas insanas no segundo semestre de 2017, nos tornamos viciados em valorizações absurdas de 10% ao dia, eu me incluo nisso. No auge da exuberância irracional, o mercado virou, veio o desespero e a abstinência. Esquecemos completamente do propósito e dos princípios por trás do surgimento do Bitcoin.

Ele foi criado para ser uma alternativa ao sistema financeiro que nos levou a maior crise da história. Satoshi, através de sua criação, nos deu a possibilidade de ter um dinheiro livre de alta inflação, escasso, sem necessidade de bancos, governos e inconfiscável por qualquer autoridade.

Leia mais em:
https://cointimes.com.br/o-preco-do-bitcoin-esta-caindo/



4  Local / Português (Portuguese) / Paul Krugman errou sobre a Internet e vai errar sobre as criptos on: August 01, 2018, 09:48:17 PM
Como ainda tem alguém que dá atenção a esse cara? Escrevi um texto em resposta às baboseiras que ele escreveu.

https://cointimes.com.br/paul-krugman-esta-completamente-errado/
5  Bitcoin / Bitcoin Discussion / Diversification in cryptocurrency is a bad idea on: July 31, 2018, 07:29:52 PM
Cryptocurrencies are too much correlated to Bitcoin. If he plunges then all altcoins will follow the same path or even worse. For me, buying only Bitcoin is the best thing to do at this moment.

On the link below you have some plotted data:
https://cointimes.com.br/investment-diversification-in-cryptos-bad-idea/

For example:

Correlation between Ethereum and Bitcoin is 0.82 which means a very strong correlation. In 2017 the same correlation was 0.41. For me, if you're diversifying in two types of assets that have the same correlation you're doing it wrong.

What do you think about it?
6  Local / Português (Portuguese) / 14º Meetup Foxbit: Empreendendo com Bitcoin e Blockchain - 16/08 - Hebraica - SP on: July 31, 2018, 03:10:57 PM
Empreender, investir na criação de uma startup e entrar na era digital das formas mais atuais possíveis: no mundo do Bitcoin, Blockchain, e toda a disrupção que a critpoeconomia traz.

Para contar histórias que inspiram, dividir experiências e estratégias, a Foxbit reúne um seleto grupo no 14º Meetup de sua organização, em São Paulo.

Veja mais informações: https://foxbit.com.br/blog/foxbit-empreender-bitcoin-blockchain/
7  Bitcoin / Bitcoin Discussion / Bitcoin consumption energy is far from being a real problem on: July 24, 2018, 08:47:18 PM
What do you think about it? I believe this whole discussion is senseless. If you want to understand more please read the article below

https://cointimes.com.br/bitcoin-energy-consumption/
8  Local / Português (Portuguese) / Preço do Bitcoin pode disparar nos próximos meses on: July 20, 2018, 08:33:48 PM
Entenda mais aqui:

https://cointimes.com.br/preco-do-bitcoin-pode-disparar-entenda/
9  Local / Mineração em Geral / Como minerar Bitcoin: Guia completo on: July 19, 2018, 10:13:25 PM
Fala pessoal, elaborei um guia completo com os custos que você deve considerar antes de começar na mineração.

Espero que curtam! Aceito sugestões!

https://cointimes.com.br/como-minerar-bitcoin/
10  Local / Economia & Mercado / Crise de 2008: Como o Bitcoin poderia ter impedido? on: July 11, 2018, 11:45:19 PM
Crise de 2008? Já é um assunto batido, por que eu deveria ler esse texto? Você deve estar se pergutando isso no momento. Bom, as recessões não ocorrem por um motivo aleatório, há todo um padrão que se repete por anos.

Entender esse padrão pode te ajudar a proteger seu patrimônio e identificar as melhores oportunidades de investimento.

https://cointimes.com.br/bitcoin-crise-de-2008/
11  Local / Economia & Mercado / Economia básica: as principais lições que você precisa saber on: July 02, 2018, 06:43:52 PM
Neste post você aprenderá os fundamentos necessários para compreender a economia básica. Depois da leitura deste texto você ficará sabendo como são determinados os preços, por que as coisas valem e que não há uma solução mágica para a economia.

https://cointimes.com.br/economia-basica-principais-licoes/
12  Local / Brasil / Processo de atualização da Foxbit on: June 27, 2018, 04:23:05 PM
Apenas repassando a mensagem no Blog oficial da Foxbit.

Fala galera!

É com prazer que informamos que vem uma nova Foxbit por aí! Ainda mais ágil, mais moderna, com mais funcionalidades e opções para você.

Está curioso? Calma, sem estragar a surpresa! Tem muita coisa legal por vir…

Enquanto estamos nesse processo de atualização, a plataforma estará indisponível a partir da meia-noite da virada de sexta-feira (29 de junho) para sábado. Voltaremos repletos de novidades na terça (03 de julho). Não haverá possibilidade de consultas de saldo, saques, depósitos e trades nesse período, então programe-se caso necessário. Isso é muito importante!

Crescemos muito desde nossa fundação, em 2014, e agora temos espaço para seguir com o melhor atendimento e ainda melhor experiência para nossos clientes.

Aguarde para conhecer a nova cara mais moderna e dinâmica da Foxbit.

Qualquer dúvida, estamos sempre à disposição pelo do nosso Canal de Atendimento ou chat online. Você também pode falar conosco por telefone: (11) 4950-2445.

Somos pelas pessoas, e agradecemos por estarem conosco em mais uma etapa!

E aí, vai de que palpite neste bolão? #NovaFoxbit

Time Foxbit.

https://blog.foxbit.com.br/fique-de-olho-nova-foxbit/
13  Local / Português (Portuguese) / Cointimes - o seu novo portal de conteúdo para criptomoedas. on: May 23, 2018, 09:09:17 PM
O dia 22/05 marcou a inauguração do Cointimes, o propósito do portal é oferecer informações factuais, sérias e coerentes.

Estamos aceitando conteúdos, queremos trazer a comunidade para perto de nós, que escrevam conteúdo e aproveitem o espaço.

Para quem quiser acessar: https://cointimes.com.br/

14  Local / Criptomoedas Alternativas / ICO brasileiro é roubado: mais de 2.500 ETH on: May 23, 2018, 02:59:32 PM
https://cointimes.com.br/ico-brasileiro-e-roubado-mais-de-2500-eth/

No dia 21 de Maio, a equipe do Smart Taylor foi surpreendida ao chegar no escritório para mais um dia de trabalho. Ao acessarem sua carteira, se deram conta de que todos os seus fundos foram roubados. Precisamente, foram roubados 2578.98 ETH (aprox. 1,6 milhão de dólares) e grande parte dos tokens emitidos durante o ICO, denominados como TAY.
15  Local / Português (Portuguese) / Último post de Hal Finney no Bitcoin Talk (traduzido) on: April 13, 2018, 05:45:20 PM
Eu pensei em escrever sobre os últimos quatro anos, um período agitado para o Bitcoin e para mim.

Para quem não me conhece, sou Hal Finney. Comecei em criptografia trabalhando em uma versão inicial do PGP, em estreita colaboração com Phil Zimmermann. Quando Phil decidiu começar a PGP Corporation, eu fui uma das primeiras contratações. Eu trabalharia no PGP até a minha aposentadoria. Ao mesmo tempo, me envolvi com os Cypherpunks. Eu executei o primeiro repostador anônimo baseado em criptografia, entre outras atividades.

Avançando para o final de 2008 e o anúncio do Bitcoin. Eu notei que os graybeards* criptográficos (eu estava no meio dos meus 50 anos) tendem a ficar cínicos. Eu era mais idealista; Eu sempre amei crypto, o mistério e o paradoxo disso.

Quando Satoshi anunciou o Bitcoin na lista de discussão de criptografia, ele teve uma recepção cética na melhor das hipóteses. Criptógrafos viram muitos esquemas grandiosos de noobs ignorantes. Eles tendem a ter uma reação instintiva.

Eu fui mais positivo. Há muito tempo eu me interessei por esquemas de pagamento criptográfico. Além disso, tive a sorte de conhecer e me corresponder amplamente com Wei Dai e Nick Szabo, geralmente reconhecido por ter criado ideias que seriam realizadas com o Bitcoin. Eu fiz uma tentativa de criar minha própria prova de moeda baseada em trabalho, chamada RPOW. Então eu achei Bitcoin fascinante.

Quando Satoshi anunciou o primeiro lançamento do software, eu o baixei imediatamente. Acho que fui a primeira pessoa além de Satoshi a “rodar” o software de Bitcoin. Eu minerei o bloco de 70-e alguma coisa, e fui o destinatário da primeira transação de bitcoin, quando Satoshi enviou dez moedas para mim como um teste. Eu continuei uma conversa por e-mail com Satoshi nos próximos dias, principalmente me reportando bugs e ele corrigindo-os.

Hoje, a verdadeira identidade de Satoshi se tornou um mistério. Mas na época, eu achava que estava lidando com um jovem de ascendência japonesa que era muito inteligente e sincero. Eu tive a sorte de conhecer muitas pessoas brilhantes ao longo da minha vida, então eu reconheço os sinais.

Depois de alguns dias, o bitcoin estava rodando bem estável, então deixei ele funcionando. Aqueles eram os dias em que a dificuldade era 1, e você poderia minerar blocos com uma CPU, nem mesmo uma GPU. Eu minerei vários blocos nos dias seguintes. Mas eu desliguei porque isso fez meu computador ficar quente, e o barulho da ventoinha me incomodou. Em retrospecto, gostaria de ter mantido isso por mais tempo, mas, por outro lado, tive a extraordinária sorte de estar lá no começo. É um daqueles copos meio cheios e meio vazios.

A outra vez que ouvi falar do Bitcoin foi no final de 2010, quando fiquei surpreso ao descobrir que ele não estava apenas funcionando, mas os bitcoins realmente tinham valor monetário. Eu tirei a poeira da minha velha carteira e fiquei aliviado ao descobrir que meus bitcoins ainda estavam lá. Como o preço subiu para dinheiro real, eu transferi as moedas para uma carteira off-line, onde espero que valerão algo para meus herdeiros.

Falando de herdeiros, tive uma surpresa em 2009, quando fui diagnosticado de repente com uma doença fatal. Eu estava na melhor forma da minha vida no começo daquele ano, perdi muito peso e comecei a correr longas distâncias. Eu corria várias meias maratonas e estava começando a treinar para uma maratona completa. Estava trabalhando para correr até 20 + milhas corridas, e eu pensei que estava tudo pronto. Foi quando tudo deu errado.

Meu corpo começou a falhar. Atrapalhou minha fala, perdi a força em minhas mãos e minhas pernas demoraram a se recuperar. Em agosto de 2009, recebi o diagnóstico de ELA (esclerose lateral amiotrófica) , também chamado de doença de Lou Gehrig, depois do famoso jogador de beisebol que a adquiriu.

A ELA é uma doença que mata neurônios motores, que transportam sinais do cérebro para os músculos. Causa a primeira fraqueza e, em seguida, aumenta gradualmente a paralisia. Geralmente é fatal em 2 a 5 anos. Meus sintomas foram leves no início e eu continuei a trabalhar, mas problemas de fadiga e voz me forçaram a me aposentar no início de 2011. Desde então, a doença continuou sua progressão inexorável.

Hoje estou essencialmente paralisado. Eu sou alimentado através de um tubo, e minha respiração é assistida através de outro tubo. Eu uso o computador usando um sistema comercial de eyetracker. Ele também tem um sintetizador de voz, então esta é a minha voz agora. Eu passo o dia todo na minha cadeira de rodas elétrica. Eu trabalhei em uma interface usando um arduino para que eu pudesse ajustar a posição da minha cadeira de rodas usando meus olhos.

Foi um ajuste, mas minha vida não é tão ruim. Ainda posso ler, ouvir música e assistir TV e filmes. Recentemente, descobri que posso até escrever código. É muito lento, provavelmente 50 vezes mais lento do que antes. Mas eu ainda amo programar e isso me dá objetivos. Atualmente estou trabalhando em algo que Mike Hearn sugeriu, usando os recursos de segurança dos processadores modernos, projetados para suportar "Trusted Computing", para fortalecer as carteiras Bitcoin. Está quase pronto para ser lançado. Eu só tenho que fazer a documentação.

E, claro, as oscilações de preço dos bitcoins são divertidas para mim. Eu adoro este jogo. Mas eu consegui meus bitcoins pela sorte, com pouco crédito para mim. Eu vivi a quebra de 2011. Então eu já vi isso antes. Assim como vem, também vai.

Essa é a minha história. Eu tenho muita sorte no geral. Mesmo com a esclerose, minha vida é muito satisfatória. Mas minha expectativa de vida é limitada. Essas discussões sobre herdar seus bitcoins são de interesse mais do que acadêmico. Meus bitcoins são armazenados em nosso cofre, e meu filho e minha filha são experientes em tecnologia. Eu acho que eles estão seguros o suficiente. Estou confortável com meu legado.


Traduzido por Lucas Bassotto. Community Manager na Foxbit.

Link do tópico no Bitcoin Talk: https://bitcointalk.org/index.php?topic=155054.0
16  Economy / Economics / Will the bitcoin be outdated by another currency? on: April 03, 2018, 02:59:32 PM
My answer to the principle is: NO

Bitcoin is money, the value of money is built on confidence, tradition and security, attributes that Bitcoin offers easily. The analogy between Bitcoin and social networks is completely incorrect, people think that Bitcoin is an myspace that will be replaced by facebook. It turns out that Bitcoin is money and not a social network, so this comparison is completely wrong.

Most of mankind's wealth resides in vaults for hundreds of years, so the circulating medium is derisory close to it. Why are we going to need fast, no-fee coins if we can use paper money and banks? Bitcoin's purpose is to be a safe asset, scarce and superior to gold. What is behind Bitcoin is the fact that no politician can steal you through taxes or inflation, there is nothing safer than Blockchain and Bitcoin. So far no technologically superior currency has emerged to Bitcoin to the point of provoking an abyss between technologies and will hardly emerge.

BUY BITCOIN TODAY AND ALWAYS.
17  Local / Economia & Mercado / Bitcoin será superado por outra criptomoeda? on: April 03, 2018, 02:49:05 PM
Minha resposta a princípio é: NÃO

O Bitcoin é dinheiro, o valor do dinhero se constrói com confiança, tradição e segurança, atributos que o Bitcoin oferece facilmente. A analogia entre Bitcoin e redes sociais é compleamente incorreta, as pessoas acham que o Bitcoin é um orkut que será substituído pelo facebook. Acontece que o Bitcoin é dinheiro e não uma rede social, logo, esta comparação está completamente errada.

A maioria das riquezas da humanidade reside em cofres por centenas de anos, de forma que o meio circulante é irrisório perto disso. Para quê vamos precisar de moedas rápidas e sem taxas se podemos utilizar o papel moeda e os bancos? O propósito do Bitcoin é ser um ativo seguro, escasso e superior ao ouro. O que está por trás do Bitcoin é o fato de que nenhum político poderá te roubar através de impostos ou inflação, não existe nada mais seguro que a Blockchain. Até agora não surgiu nenhuma moeda superior tecnologicamente ao Bitcoin a ponto de provocar um abismo entre as tecnologias e, dificilmente surgirá.

COMPRE BITCOIN HOJE E SEMPRE.
18  Local / Economia & Mercado / Adoção Especulativa do Bitcoin e Teoria de Preço on: February 27, 2018, 04:06:54 PM
Para quem quiser mais entender sobre os Ciclos de Preço do Bitcoin:

http://cryptowatch.com.br/adocao-especulativa-do-bitcoin-e-teoria-de-preco/
19  Local / Economia & Mercado / O papel da especulação no Bitcoin on: February 22, 2018, 04:01:21 PM
Meu artigo foi postado originalmente no Linkedin, mas trago para vocês também: https://www.linkedin.com/pulse/o-papel-dos-especuladores-bitcoin-lucas-bassotto/?trackingId=MnDOMcYOHPf7vPiBk0HRpg%3D%3D

Oferta e Demanda: O mecanismo de preços do mercado



É preciso ter em mente e compreender o gráfico acima, porque ele explica como são dados os preços no mercado. O preço é uma função da quantidade e como ela interage com a Oferta e Demanda. Quanto maior for o preço de 1kg de café, menos pessoas irão comprar café e talvez passarão a tomar mais chá ou algum outro substituto do café. Se o preço do café está alto, os produtores de café enxergam uma excelente oportunidade de lucro e passam a aumentar a sua produção de café, a oferta de café agora é maior, como há mais café no mercado, ele se torna menos escasso e o seu preço tenderá a diminuir até chegar no ponto de equilíbrio, onde que todo 1kg de café produzido é imediatamente consumido no mercado.

No entanto, o homem está sujeito a mais variáveis no mundo real, neste não há apenas preço e quantidade, há uma série de fatores e eventos que podem influenciar o preço de um bem, há a possibilidade de haver guerras, crises econômicas e políticas, desastres metereológicos, surgimento de novas tecnologias que podem substituir meios tecnológicos atuais e muitos outros eventos que estão longe do alcance de uma pessoa comum. Compradores e vendedores tentam através do mercado, advinhar qual será o preço correto no futuro observando os sinais que são transmitidos através do sistema econômico, portanto, o mercado tende ao equilíbriro sem jamais alcançá-lo de fato, uma situação que chamamos de Cataláxia.

Especuladores e a função da especulação

O especulador é um apostador movido por interesses pessoais e egoístas, o seu lema é comprar na baixa e vender na alta, ou seja, ele apenas visa o lucro apostando em eventos futuros que irão afetar o preço de um bem ou ativo. Ele compra hoje esperando que o preço suba no futuro para que ele venda depois, realizando apenas o lucro. Olhando por este lado, parece que o especulador pouco contribui para a sociedade. A verdade é que ele tem um papel indispensável na alocação de recursos, como será explicado ao longo deste artigo.

E qual é o propósito de tentar advinhar preços futuros? A batalha entre compradores e vendedores tem a principal função de alocar recursos escassos por natureza. Por exemplo, se um apostador acredita que haverá uma sazonalidade na produção de milho e compra contratos futuros acreditando na alta. O preço do milho no mercado irá subir de $10 para $15, mas os vendedores que já obtiveram lucro irão vendê-lo, então uma força vendedora puxa o preço para $13 ao invés de $15. Vamos supor ainda, que houve um grande problema na produção de milho, o que fez com que ele se tornasse escasso no mercado e disparando o seu preço para $20. A especulação fez com que o aumento de preço se tornasse mais suave, de $13 para $20 ao invés de $10 para $20.

Graças ao comprador que apostou na alta do preço do milho, agora há mais milho no futuro. O especulador é movido apenas pelo lucro, desta forma, o comprador do passado agora se torna vendedor e passa a vender milho no mercado para realizar o seu lucro, como há uma força vendedora, os preços irão diminuir de $20 para $17. Na verdade, a especulação fez o preço do milho variar apenas de $10 para $17, o que seria diferente se as pessoas simplesmente consumissem milho sem pensar no amanhã, sem especulação o aumento do preço do milho seria muito maior e certamente mais pessoas ficariam sem milho no futuro, desta forma, a especulação acabou por alocar recursos no mercado.

Segundo Adam Smith: "Em geral, ele (o especulador) não pretende promover o interesse público, nem sabe o quanto o está promovendo. O que ele pretende é apenas a sua própria segurança, seu próprio ganho. É levado, como que por uma mão invisível, a promover um fim que não fazia parte de sua intenção. Ao perseguir seu próprio interesse, não raro promove o interesse da sociedade de forma mais eficaz do que quando realmente tem a intenção de promovê-lo.". O especulador bem-sucedido, portanto, agindo em seu próprio interesse egoísta, não sabendo nem se importando com o bem público, promove-o.

E se os especuladores errarem?

Nenhum ser humano é capaz de prever o futuro corretamente e acertar todas as suas previsões, afinal de contas, o homem é perfeito e sempre será refém de seus erros e suas limitações metafísicas. Se o especulador estiver errado, ele será responsável por um grande dano. Mas há forças poderosas em ação que tendem a eliminar os especuladores incompetentes. O especulador que faz conjecturas erradas sofre prejuízos financeiros graves. Comprar na alta e vender na baixa pode desorientar a economia, mas certamente é devastador para os recursos financeiros do especulador.

Se o especulador erra com mais frequência do que acerta, uma hora ele perderá todo o seu capital. Assim, ele não irá permanecer tanto tempo no mercado se continuar errando sempre em suas previsões. O mercado irá substituir os especuladores ruins por especuladores bons em suas previsões ao longo do tempo, fazendo com que apenas os melhores agentes fiquem no mercado e interpretem os sinais com mais precisão, transmitindo o preço correto para o mercado. Assim, a qualquer dado tempo, é provável que os especuladores existentes sejam de fato muito eficientes , portanto, benéficos para a economia.

Além disso, a intervenção governamental no mercado faz com que sejam transmitidos sinais errados sobre o mercado. Suponha que o Governo Brasileiro baixe a taxa de juros para a aquisição de imóveis e ofereça crédito para que maus pagadores possam comprar imóveis. Muitas pessoas passarão a comprar mais casas apostando na alta, o preço dos imóveis brasileiros irá disparar, maus pagadores irão se endividar para adquirir imóveis para vendê-los mais tarde a um preço mais elevado. O setor de construção civil é impulsionado e muitos empregos serão criados para suprir aquela demanda artificial.

No entanto, quando o preço dispara, haverá aqueles que lucraram e irão correr ao mercado para retirar seu lucro, fazendo com que o preço dos imóveis caia, os investidorers entram em pânico e começam a despejar imóveis no mercado, que graças ao aumento na oferta, estão cada vez mais baratos. Chega um momento em que o governo não consegue mais manter os juros baixos artificialmente, e aqueles que estão endividados se mostram incapazes de pagar seus débitos, os bancos passam a sofrer calote e ficar com um passivo gigantesco, muitos bancos acabam declarando insolvência, e o mercado financeiro entra em colapso.

Para quem não sabe, o exemplo ilustrado acima aconteceu no ano de 2008, um evento que ficou conhecido como a crise do subprime (saiba mais aqui). O governo, talvez dotado de boas intenções, passou a inteferir diretamente no mercado de imóveis e induziu muitos especuladores ao erro, resultando em uma das maiores crises mundiais de todos os tempos. No entanto, no auge da crise mundial, Satoshi Nakamoto divulga o Whitepaper de um Sistema de Dinheiro Eletrônico Ponto-a-Ponto, conhecido também como Bitcoin.

Especuladores oferecem liquidez e estancam a sangria



Observe o gráfico acima, é um Market Depht Chart, traduzindo chama-se Gráfico de Profundidade de Mercado. Ele diz o quanto os compradores e vendedores estão dispostos a negociar de acordo com o preço. Pelo gráfico pode-se observar que há uma grande força compradora caso o Bitcoin chegue ao preço de $9680 e também há uma força vendedora, em menor escala, caso o Bitcoin chegue a $1040. Este gráfico ajuda a explicar o papel dos especuladores nos preços da criptomoeda.

O Bitcoin é uma moeda que tem a confiança de muitas pessoas que seguram as suas moedas e aproveitam a baixa para comprar mais, estes são conhecidos como os Holders, que estão sempre esperando uma baixa para comprar mais Bitcoins, aumentando a sua acumulação. Os Holders são também um tipo de especulador, os especuladores bearish, que esperam a baixa do mercado. Eles são corajosos o suficiente para comprar Bitcoin na baixa esperando que o seu preço suba, por comprarem na baixa, aproveitam a liquidação, já que os Bitcoins ficaram bem mais baratos os holders ajudam a parar a sangria e oferecem liquidez ao mercado, desta forma, os vendedores conseguem se desfazer de seus ativos facilmente, pois sempre haverá pessoas dispostas a comprar.

Correções após uma grande alta são importantes para que o mercado respire novamente e retorne à sua racionalidade, é importante para o investidor compreender que um ativo jamais subirá de preço linearmente, pois muitos investidores irão vender grande parte de seus ativos para realizar o lucro, além disso, haverá aqueles que irão se aproveitar da irracionalidade vigente na alta para fazer a prática de FUD (fear, uncertainty and doubt), provocando uma queda propositada no preço. As correções servem para evitar a formação de bolhas e funcionam como o freio para um prejuízo muito maior. É verdade que especuladores podem obter ganhos de curto prazo ao participar de um boom insustentável, mas também é verdade que, se eles não saírem a tempo, o mercado irá puni-los com enormes prejuízos. E suas perdas, vale ressaltar, serão proporcionais ao quão "artificial" era o preço da ação durante a bolha.



Conclusão

O propósito deste artigo é fazer com que as pessoas entendam o papel de especulador, ajudando a desmitificar a imagem criada dele, que é a imagem do parasita e do inútil que serve apenas para causar crises e destruir sistemas econômicos. A verdade é que o especulador é importantíssimo para a economia, pois ele acaba fornecendo liquidez, ajuda a diminuir a volatidade de preços e aloca recursos no mercado de forma eficiente, tudo isso em função de um objetivo egoísta desprezado e demonizado por muitas pessoas, que é o lucro.

Além disso, foi explicado como a especulação ajuda a conter a sangria e oferecer liquidez a um ativo como Bitcoin, pois sempre haverá quem aposta na baixa para acumular mais Bitcoin no presente, que são indivíduos conhecidos como holders, portanto, é importante que sempre tenha alguém disposto a comprar, desta forma as pessoas podem liquidar seus ativos sempre que estiverem dispostas.



Referências:

1. Smith, Adam.  A Riqueza das Nações, Random House, 1973 (paráfrase), p.243. (N.A.).

2. Block, Walter. Defendendo o Indefensável, Mises Institute, Capítulo VI - NEGÓCIOS E COMÉRCIO - 3.O especulador .

3. Murphy, Robert. Artigo Mises Brasil, https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=801

4. Murray N. Rothbard, "A Socialist Stock Market?" em Making Economic Sense (Auburn, AL: Ludwig von Mises Institute, 1995), p. 356.

20  Local / Economia & Mercado / Um sistema econômico mais racional com Bitcoin on: February 21, 2018, 09:10:06 PM
Premissas Iniciais:

Para fins de facilitar a compreensão deste artigo e a exposição do modelo, devemos adotar as seguintes premissas: A principal moeda da economia é Bitcoin; As moedas fiduciárias apresentaram uma constante desvalorização até não ser mais possível precificar estas moedas em termos de Bitcoin; O mercado está sob concorrência perfeita; Os custos de transação são próximos de zero; Só há Bitcoin como moeda na Economia.



Introdução:

Atualmente há muitos desafios que cercam o Bitcoin, tais como: preço elevado das taxas de transação, falta de aceitação, interface difícil a novos usuários e muita volatilidade, o que faz com que muitas pessoas desconfiem da viabilidade de negócios adotarem a moeda como meio de pagamento. No entanto, é um fato de que o Bitcoin tem apenas 10 anos de existência e os agentes do mercado ainda estão aprendendo qual é o seu real valor.

Ao observar as revoluções na indústria ao longo da história, percebe-se que existem inovações complementares, que vêm apenas para complementar o processo produtivo que já é praticado e as inovações disruptivas, que em um curto espaço de tempo substituem o processo produtivo vigente. Quando observa-se o ecossistema do Bitcoin, percebe-se que se trata de uma tecnologia disruptiva ao trazer um cenário jamais visto na história da humanidade: escassez digital, uma moeda descentralizada e não inflacionária, além disso, é tecnologia distribuída em uma rede mundial de computadores que trabalham sob o princípio da confiança para obter incentivos.

Quando não existe uma terceira parte para mediar transações, os custos das mesmas tendem a cair por conta da exclusão de uma parte imediadora para realizar as transações, o que faz com que o valor mínimo de transação passe a não existir, diminuindo bastante o preço das transações, já que agora existe uma rede de computadores que verifica as transações, o que faz com que as partes não precisem se conhecer, diminuindo toda a burocracia.

O propósito deste artigo é estudar a viabilidade de uma economia baseada em Bitcoin, onde seus agentes transacionam, empreendem e realizam cálculos econômicos apenas nesta moeda. Para isso, iremos estudar os principais obstáculos e suas possíveis soluções e mostrar as principais vantagens de uma economia que possui uma moeda descentralizada, não inflacionária e confiável como o Bitcoin.



Preço elevado das taxas de transação:


Atualmente a demanda pelo Bitcoin cresceu de forma exponencial, fazendo com que o seu preço também crescesse de forma acelerada, o que é o resultado de uma moeda que possui uma oferta limitada e inelástica no curto prazo. Além disso o número de transações, que competem através das taxas para entrar no próximo bloco, também aumentou.

O Bitcoin em sua presente estrutura comporta o número de 7 transações por segundo, o que é irrisório quando se compara ao VISA, que chega a comportar mais de 1000 transações por segundo. Quando se tem muitas transações competindo para serem inseridas em um bloco de 1MB, o preço das taxas aumenta exponencialmente, o que faz surgir uma fila de centenas de milhares de transações esperando por uma confirmação na rede, desta forma, o serviço fica caro e ruim, tornando praticamente inviável a sua adoção para negócios.

No entanto, o código do Bitcoin só pode ser modificado através de consenso na comunidade (programadores, mineradores e nós) e a modificação (BIP) deve ser feita da melhor forma possível, para que mantenha a integridade do código e o seu propósito, o que faz com que demore o surgimento de uma nova solução, porém, isso ressalta a confiabilidade da moeda, pois nenhuma modificação é feita sem prévio estudo, avaliação do seu impacto e sem o consenso da comunidade.

Hoje há um grande time de programadores competentes que trabalham no código da criptomoeda, além disso, há soluções sendo desenvolvidas em conjunto com a comunidade, principalmente a Lightning Network (aumenta o potencial para 1.000.000 de transações por segundo), que abre um canal de negociação entre os pares que querem transacionar, portanto, as transações se dão fora do Blockchain e há vários testes realizados na TESTNET da Lightning Network que mostram pessoas transacionando pequenas unidades de satoshis, pagando uma taxa irrisória em termos econômicos. Isso faz com que a maioria das pequenas transações saiam da rede principal e passem para os canais da Lightning Network, desta forma, faz com que apenas transações de alto volume que precisem de bastante confiança passem para a Blockchain, desafogando a rede principal.

Existem também outras soluções que não são consenso entre os membros da rede, tal como o aumento do tamanho do bloco, o que faria a [Suspicious link removed]portar mais transações por segundo e o preço das taxas de transações caírem. Entretanto, isso provocaria um aumento do tamanho do registro das transações, o que tornaria necessário um aumento de custo para se manter a rede funcionando, centralizando-a em empresas que têm capital para comprar a estrutura computacional para armazenar a Blockchain, que se tornaria maior conforme o seu uso, isso centralizaria a rede nas mãos de grandes empresas, segundo a comunidade.

A escalabilidade do Bitcoin não é o seu maior problema, visto que existem soluções que já podem ser adotadas como presente (Lightning Network), ainda existem soluções que estão sendo trabalhadas para o longo prazo, que efetivamente resolvem o problema das transações sem que comprometa os princípios do Bitcoin: descentralização e a confiança entre os membros da rede.



Falta de aceitação e interface difícil a novos usuários


Grande parte da população não conhece o Bitcoin e tão pouco entende o seu funcionamento, o que dificulta as empresas de adotarem a moeda como um meio de pagamento efetivo. Além disso, o funcionamento e o uso do Bitcoin parecem complexos para uma pessoa que não está acostumada a lidar com tecnologia no dia a dia. Se as pessoas não usam a criptomoeda, não há demanda por elas nos estabelecimentos e se não há demanda, não faz sentido aceitar a moeda sem ter clientes para negociar.

Além disso, a falta de aceitação está atrelada a fatores internos, tais como o elevado custo de transação de pequenos valores no presente, falta de confiança e compreensão pela maior parte da população em um ativo novo que jamais ocorreu na história da humanidade.

No entanto, a solução para este problema se dará através da educação, as empresas que lidam com esta tecnologia devem focar na parte educacional para que a população aprenda as funções, funcionamento, uso e armazenamento do Bitcoin. Como as pessoas estão tendo menos filhos e a qualidade de vida está aumentando, a educação deverá focar em especial a parte mais idosa da população, que será a maioria até o ano de 2050.

Em relação a dificuldades na interface, tais como a leitura de um Block Explorer, dificuldades com o uso da carteira e outros serviços, cada vez mais as empresas estão focando na Experiência do Cliente quando prestam os seus serviços e isso muda o cenário quando falamos de dificuldades no uso, porque as empresas que prestam serviços de Wallet, armazenamento, leitura de blocos, investimentos e outros, estão focadas em fornecer uma interface limpa e fácil de compreender para novos usuários. Em suma, as dificuldades no uso da interface já estão sendo solucionadas de forma rápida por empresas e desenvolvedores que focam na Experiência do Cliente e estão comprometidos em melhorar a usualidade dos serviços.



Volatidade

O problema da volatidade surge quando é considerado o fato de que o Bitcoin ainda é negociado no par Moeda Fiduciária – Bitcoin. Como os agentes de mercado estão ainda aprendendo o seu real valor, o preço irá oscilar até que se chegue a uma conclusão através das interações de Oferta inelástica x Demanda extremamente elástica. Há casos em que a moeda apresenta uma volatilidade de até 10% para mais ou para menos, o que torna difícil a sua adoção para estabelecimentos, pois os preços deveriam ser remarcados de minuto a minuto, fazendo com que a economia pareça que esteja em hiperinflação ou deflação acelerada.

No entanto, o preço das moedas fiduciárias em termos de Bitcoin vêm caindo de forma acelerada com o passar dos últimos anos, em função disso, é perfeitamente imaginável o cenário de que a moeda fiduciária está sendo gradativamente substituída pela criptomoeda, pois os agentes estão perdendo aos poucos a confiança na moeda fiduciária.

A moeda fiduciária tem a característica de não possuir lastro, nenhuma escassez, o que a torna extremamente inflacionária, e o fato dela ser centralizada, com o seu uso forçado e monopólio de emissão garantidos pela lei. O Bitcoin é uma antítese de todas essas características, uma vez que ele possui lastro baseado nas leis matemáticas, é extremamente escasso, não inflacionário, descentralizado e o seu uso e criação podem ser escolhidos por qualquer pessoa opte por isso.

Os agentes econômicos deverão precificar seus ativos em termos de Bitcoin puramente, podendo utilizar inicialmente a moeda fiduciária apenas como base, entretanto, o preço deverá ser expresso em termos de Satoshis (unidade monetária do Bitcoin) puramente, com este preço variando de acordo com as interações de oferta e demanda dentro da economia.

Em uma economia baseada em Bitcoin, não haveria inflação, os preços seriam alterados conforme a necessidade do mercado e não reajustados mês a mês por conta da inflação. Isso facilitaria a contabilização de custos, receitas e lucros, fazendo com que os balanços das empresas sejam legítimos com o passar do tempo, já que os balanços não deverão ser reajustados com a inflação e os empreendedores saibam de fato o quanto estão lucrando, tornando o mercado mais racional em termos de oferta, uma vez que os empreendedores sabem o quanto realmente estão gastando e lucrando, fazendo com que os projetos se tornem mais racionais e menos dispendiosos de recursos.



Um sistema econômico mais racional



Antes de se estudar sobre Bitcoin, é imprescindível estudar o contexto de seu surgimento. No auge da crise financeira de 2008, os bancos centrais das economias mais ricas do mundo (Europeus e Americanos), passaram a realizar o uso do Quantitative Easing (afrouxo quantitativo), que consistia na emissão extrema de moeda para comprar ativos tóxicos de bancos importantes para a economia, reduzindo o passivo destes bancos e evitando sua falência, o que pode ser resumido como resgate aos bancos.

Tal evento expôs as falhas do modelo econômico mundial praticado até hoje, um modelo que tem os pilares de centralização, cartelização dos grandes bancos e irracionalidade econômica. Muitas pessoas perderam quase tudo o que tinham nos bancos, o que fez surgir o questionamento que indagava se as pessoas eram de fato donas do seu dinheiro e riqueza.

O Bitcoin propõe uma solução disruptiva ao modelo econômico atual, uma solução em que as pessoas possuem não mais a independência financeira e sim a liberdade financeira. O conceito de liberdade financeira consiste no fato de que as pessoas são livres para gerenciar o seu dinheiro como elas de fato desejam, sem depender de grandes instituições como bancos e governos. O Bitcoin possibilita que as pessoas sejam de fato as donas de sua riqueza, pois é um sistema monetário confiável, descentralizado, não inflacionário e racional.

A inflação é um mal que corrói a estrutura econômica silenciosamente com o passar do tempo. Ela pode ser caracterizada como um aumento da oferta de moeda na economia, com a quantidade de bens e produtividades de setores mantidos constantes. O seu resultado é um aumento de preços generalizado e contínuo, uma vez que a produtividade e a quantidade de bens também não foram aumentadas conforme o aumento da oferta. A entrada de novo dinheiro na economia não se dá de forma linear, isto é, há pessoas que recebem o novo dinheiro antes e há pessoas que recebem este dinheiro por último. Isso aumenta o poder de compra de quem recebe primeiro (Bancos, Funcionários Públicos e Fornecedoras de serviço para o estado) em relação ao poder de compra de quem recebe por último (normalmente a população mais pobre e distante dos grandes centros financeiros). *

Pode-se dizer que inflação não ocorre como é descrita na TQM, ela se dá por ondas, como uma gota que pinga em uma piscina, gerando ondas com maior raio com passar do tempo, passando por quem recebeu o dinheiro primeiro, até o último. O que possibilita a criação de dinheiro é o monopólio de emissão por parte dos bancos centrais e o sistema de reserva fracionária praticadas por bancos.

Além disso, a inflação é um caminho para a irracionalidade econômica, fazendo com que os agentes econômicos passem a valorizar os bens presentes em prol dos bens futuros, aumentando a preferência temporal de toda a economia, resultando em uma taxa de juros mais alta no presente. Os agentes em uma economia inflacionária poupam menos, pois há a expectativa de que os preços no futuro irão aumentar, ou que a recompensa será extremamente baixa por se abster do consumo no presente ao invés de consumir mais no futuro.

Uma alta preferência temporal leva a uma menor poupança, o que faz com que a taxa de juros seja alta, e que as empresas invistam menos em processos produtivos mais complexos e linhas de produção mais longas, que possibilitam um aumento da produtividade. Reduzindo assim, a oferta de bens tanto no presente, quanto no futuro, ficando a economia estagnada sem inovações tecnológicas e produtivas.

O governo pode baixar as taxas de juro através da legislação, fazendo com que o investimento fique mais barato, dessa forma, os empresários acham que há mais fundos sendo poupados no presente. Os empresários passam a alongar a linha de produção e a adotar meios de produção mais complexos, que irão aumentar a quantidade de bens no futuro. Os projetos passam a visar o longo prazo, em função da baixa taxa de juros, uma vez que eles consideram que preferência temporal da população está baixa.

O problema é que acontece um descompasso entre oferta e demanda de bens, pois os empresários estão pensando em longo prazo, enquanto os consumidores estão pensando no curto prazo, porque agora a recompensa para poupança ficou menor e o custo dos empréstimos também apresentaram uma queda. O consumidor, portanto, continuará consumindo o que ele sempre esteve habituado. E o que ocorre é que quando os consumidores forem ao mercado, o descompasso será evidente e toda aquela cadeia de produção complexa se mostrará um desperdício de capital, uma vez que há maior demanda por bens presentes e não por bens futuros.

Todo aquele investimento se mostrará como irracional e as empresas precisarão demitir funcionários e liquidar os seus ativos obtidos com crédito, este processo acaba por falindo uma indústria por inteiro de empresas que empregavam milhões de pessoas. Com uma diminuição da demanda, a economia entra em recessão até retornar ao normal, o que pode demorar, dependendo da quantidade de tempo que a política de juros baixos esteve vigente.

Este padrão aconteceu em 1929, se repetiu em 2008 e a Escola Austríaca foi a única escola econômica capaz de prever com clareza ambas catástrofes através da sua Teoria Austríaca dos Ciclos Econômicos. O ponto central é que o governo através da emissão de moeda ou manipulação da taxa de juros, pode induzir os agentes econômicos ao erro sistematizado ao longo de toda economia, provocando um certo período de abundância, conhecido como “boom” e um período de depressão, conhecido como “burst”.

O Bitcoin ajuda a impedir este cenário de catástrofe econômica. Uma vez que é impossível uma entidade controlar a sua oferta monetária, a mesma é limitada, desta forma, não há inflação em um sistema econômico baseado em Bitcoin. E em uma sociedade onde não há inflação, os agentes econômicos serão mais responsivos no consumo, uma vez que a moeda poderá valer mais no futuro. Ou seja, os agentes econômicos irão experimentar um aumento de sua preferência temporal, fazendo com que se tornem mais poupadores, uma vez que eles irão preferir os bens futuros por serem mais baratos.

Um maior volume de poupança possibilitado pela baixa preferência temporal resulta em uma menor taxa de juros. O que faz com que os empresários percebam os sinais legítimos da economia e aumentem a complexidade da cadeia de produção de suas empresas. A produtividade irá aumentar, as empresas investirão em mais tecnologia e a quantidade de bens futuros irá aumentar, o que tornará o país mais rico e próspero com o passar do tempo. Uma vez que os agentes econômicos visam o longo prazo, e que os sinais que estes emitem são mais exatos.



Conclusão:


Neste artigo foram demonstradas as dificuldades em relação a implantação do Bitcoin nos negócios, foram mostradas também as soluções para as dificuldades e que muitas já estão em implementação. Além disso, contatou-se que o Bitcoin será viável em uma economia apenas quando os problemas expostos neste trabalho forem resolvidos e ele seja a moeda dominante no arranjo econômico. Os agentes precisariam precificar os seus bens em termos de Bitcoin unicamente, excluindo o câmbio entre moedas fiduciárias e Bitcoin, pois este câmbio provoca muita volatilidade nos preços.

Além disso, foi demonstrado como o Bitcoin pode possibilitar uma economia mais racional, evitar grandes recessões e crises financeiras que aconteceram ao longo da humanidade. Devemos tratar a criptomoeda com cuidado, pois é um ativo novo e que está em constantes mudanças, no entanto, é preciso ter a compreensão de que o Bitcoin pode mudar permanentemente a economia como conhecemos hoje.



* Créditos da adição por Eduardo Jatahy, por ter me lembrado de explicar como funciona a inflação.

Referências bibliográficas:

1.     O que o governo fez com o nosso dinheiro? (Murray Rothbard)

2.     Ação, tempo e conhecimento. (Ubiratan Iório)

3.     Bitcoin: a peer to peer eletronic cash system. (Satoshi Nakamoto)

4.     Democracia o Deus que Falhou (Hann Hermans Hoppe)

5.     Ação Humana (Ludwig Von Mises)



Artigo escrito por Lucas Bassotto da Siva. Estudante de economia e Community Manager na FOXBIT.
Pages: [1] 2 »
Sponsored by , a Bitcoin-accepting VPN.
Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.19 | SMF © 2006-2009, Simple Machines Valid XHTML 1.0! Valid CSS!