Bitcoin Forum
September 16, 2019, 05:22:02 AM *
News: If you like a topic and you see an orange "bump" link, click it. More info.
 
   Home   Help Search Login Register More  
Pages: [1]
  Print  
Author Topic: Uma ideia para salvar o Bitcoin  (Read 187 times)
VicentCris
Newbie
*
Offline Offline

Activity: 11
Merit: 1


View Profile
November 29, 2018, 01:55:26 PM
Merited by sabotag3x (1)
 #1

   Em momentos de crises o ser humano tende a refletir sobre o que está errado, sendo tencionado a imaginar uma solução. Acredito que esse seja um desses momentos… Eu sei que o BTCitcoin não morreu e que vai para a lua no futuro, talvez próximo, mas infelizmente tenho a mesma convicção de que ele voltará a morrer mais uma vez, e assim por diante, portanto a queda de hoje não é o grande mal do BTCitcoin, mas sim, a sua agressiva acensão e posteriormente a sua depressão, ou seja, o grande mal do BTCitcoin sao suas crises cíclicas e consequentementealta sual alta flutuabilidade. Isso é um problema grave, pois faz com que o BTCitcoin não saia do ambiente especulatório, reduzindo drasticamente o seu potencial. Eu sinceramente como economista consigo vislumbrar o grande potencial do BTCitcoin, e posso afirmar de que se trata da maior invenção da humanidade dos últimos tempos, tanto no aspecto econômico, como também social e civilizatório. Mas parece que nem todo mundo consegue ver as reais qualidades do Bitcoin, e isso é uma pena, pois acredito que isso poderia livrar o BTCitcoin deste mal.
--------
   
         Para salvar o Bitcoin, primeiro se faz necessário entender qual é o seu grande mérito. Muitas pessoas enxergam várias qualidades do Bitcoin que realmente são revolucionárias e podem melhorar as nossas vidas, mas a maior dessas qualidades é pouco discutida, pois é uma questão ainda em desenvolvimento na ciência econômica, denominada de Custos de Transação. A grande maioria dos entusiastas, admiradores e desenvolvedores do Bitcoin têm pouca leitura econômica, porém os que tem alguma leitura apenas bebem da fonte da escola Austríaca de Economia, o que é uma pena, seria importante absorver uma leitura econômica mais pluralista, pois é desse modo que se deve estudar as questões científicas. Independente de ter, ou não, um ideal libertário, isso não pode nos impedir de absorver outras ramificações da ciência econômica, e sendo assim, a melhor escola econômica para explicar os Custos de Transação é a escola da Nova Economia Institucional, portanto, é um apelo que faço, permaneçam libertários mas absorvam outras leituras científicas, pois ciência e ideologia não podem se misturar.


   Embora exista uma vasta leitura e consequentemente uma complexa abordagem sobre os Custos de Transação, de modo bastante superficial, esses custos são decorrentes das inseguranças nas relações econômicas, sendo necessária a figura de intermediadores ou de um poder centralizador para reduzir esses custos, como já sabemos o Bitcoin não necessita de um agente central, ou intermediador, portanto o Bitcoin consegue reduzir os custos de transação a zero. Isso é uma façanha inédita na história socioeconômica. De grosso modo significa que o dinheiro está mais barato, consequentemente mais seguro e acessível, como nunca antes. Ao entender essa questão fica mais fácil compreender como seria possível salvar o Bitcoin. O preço do Bitcoin, assim com qualquer outra commoditie, ou serviço, naturalmente tendem a flutuar, mas quanto menos especulação houver menor será essa flutuação, portanto é necessário que os agentes desse mercado possam precificar de modo correto o valor do Bitcoin, e como sabemos, sua maior utilidade está em usá-lo como moeda nas compras do dia a dia. O uso do Bitcoin como moeda reduziria bastante sua flutuação. Infelizmente isso não é possível ainda, muito por conta de sua flutuabilidade, portanto, temos algo análogo a um paradoxo.   


   Para resolver esse paradoxo se faz necessária engenharia econômica, embora algumas pessoas achem que para resolver os problemas do Bitcoin basta alterar alguns comandos do protocolo, onde tudo pode ser resolvido com o uso de lógica e matemática, porém as necessidades humanas são muito mais complexas, fazendo-se necessário o desenvolvimento de variadas capacidades intelectuais, científicas e produtivas. O fator econômico capaz de solucionar o mal, seria o crédito, como foi em outros momentos da civilização humana, e atualmente se faz muito presente. O crédito é um fator de extrema importância para a economia, como muito bem abordado na TACE (Austrian business cycle theory – ABCT), e que parece ter sido esquecido pelos entusiastas do Bitcoin.

   O dinheiro com o surgimento do Bitcoin, torna-se uma coisa nova e consequentemente faz surgir um novo modo de entender a economia. Refiro-me a conceitos antigos, que embora sejam importantes, não são válidos nesse novo ambiente onde os custos de transação estão próximos a zero. O crédito ajudaria a salvar o Bitcoin em dois passos;
   I passo: Faria como que houvesse uma migração massiva de investidores para a moeda mediante os ganhos análogos aos juros variáveis, o que impulsionaria o preço para cima, onde os efeitos da deflação seriam realmente sentidas. O preço continuaria a flutuar agressivamente, porém para cima, onde não ofereceria rejeição por consumidores e comerciantes;
   II passo: Possibilitaria comerciantes a demandarem a moeda, na busca de lucros maiores, fazendo com que possam vender em alguns momentos seus produtos com desconto, dado os altos ganhos com a criptomoeda, pois deste modo poderiam adquirir ainda mais moedas, assim os consumidores passariam a usar bitcoins nas suas compras dado aos efeitos dos descontos oferecidos pelos comerciantes, anulando assim os possíveis efeitos negativos da deflação. (precisa ser melhor estudado)

   Para poder emprestar bitcoins, poderiam haver três maneiras, que não são realizadas pois ideologicamente para alguns se trata uma atitude quase que profana. Pode-se emprestar bitcoins com o uso de smart contarcts, ou uso de tokens como garantia, há também a tecnologia nativa no protocolo Bitcoin, que são as carteiras multisig. Diferentemente do empréstimo bancário, o empréstimo de bitcoins ocorre sem a necessidade de um agente central comprador e vendedor de crédito, portanto não se faz necessário a instituição bancária. Como já sabemos o próprio consenso da rede blockchain e sua transparência oferecem as garantias necessárias para cooptação e distribuição de moedas, sendo apenas necessário um canal para isso, que pode ser realizado mediante a um serviço privado ou de consenso distribuído em várias plataformas pelo mundo. Deste modo, o serviço nada mais seria que um consórcio financeiro de bitcoins. Os emprestadores e tomadores de moeda, seriam participantes de um grupo, que concorreriam para poderem ser contemplados no consórcio, os resultados ocorreriam por meio de sorteios. A utilização de um consórcio, sempre foi extremamente limitada, pois se faz necessário um agente central financeiro, como também de um grupo de indivíduos selecionados que garantam o seu bom funcionamento. No ambiente das criptomoedas esses limites são expurgados e o consórcio passa até proporções mundiais, gerando altos ganhos de maneira segura. Isso é possível graças a redução dos custos de transação próximas a zero.

   O crédito de Bitcoin, trata-se de uma evolução dos empréstimos convencionais, se assemelhando mais com as ideias de Muhammad Yunus, vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 2006, no qual o crédito não deveria ser concedido pelas instituições financeiras, deveria antes ser considerado como um direito humano, porém desta vez, trata-se de uma conquista humana mundial. O seu funcionamento impossibilita a criação de procedimentos de alavancagem, e assim torna o sistema seguro e sustentável. Os credores são consorciados e depositam seus bitcoins em uma carteira com smart contarcts, multisig ou recebem tokens como garantia dos depósitos. Após sorteio a fração vencedora recebe os bitcoins da fração perdedora, após um período de tempo um novo sorteio é realizado oferecendo a possibilidade de quem ganhou no último sorteio possa ganhar novamente, deste modo o consórcio permanece sempre ativo e consistente. A teoria dos jogos mostra que a estratégia dominante é de sempre permanecer no jogo até a realização dos lucros, porém isso probabilisticamente não ocorre para todos os indivíduos ao mesmo tempo, impossibilitando o momento Minsky, e a crise do crédito.

   Deste modo esse texto é uma reflexão hipotética de como solucionar o grande problema do Bitcoin, que são as crises cíclicas, mediante o uso de um consórcio financeiro, que promoveria ganhos por meio de crédito sem alavancagem, consequentemente sem risco financeiros endógenos. Esse crédito impulsionaria a demanda pela moeda e faria com que o seu preço subisse, e por conseguinte sua deflação seria observada, o preço flutuaria com tendência de alta. A flutuação positiva faria com que os comerciantes adotassem a moeda, onde os ganhos oriundos do crédito possibilitaria, em alguns momentos, descontos em seus produtos com o propósito de obter ainda mais criptomoedas. Em um segundo momento a utilização de bitcoins nas comprar do dia a dia seria cada vez mais constante e abrangente, reduzindo as flutuações no preço do Bitcoin mediante a agressiva redução da especulação, assim evitando as crises cíclicas atuais.

   Obviamente esse texto não está completo e muito provavelmente pode haver falhas nas conjecturas e suposições, deste modo apreciaria muito, conselhos e principalmente críticas sobre este texto nos comentários deste fórum. Wink
1568611322
Hero Member
*
Offline Offline

Posts: 1568611322

View Profile Personal Message (Offline)

Ignore
1568611322
Reply with quote  #2

1568611322
Report to moderator
1568611322
Hero Member
*
Offline Offline

Posts: 1568611322

View Profile Personal Message (Offline)

Ignore
1568611322
Reply with quote  #2

1568611322
Report to moderator
1568611322
Hero Member
*
Offline Offline

Posts: 1568611322

View Profile Personal Message (Offline)

Ignore
1568611322
Reply with quote  #2

1568611322
Report to moderator
It is a common myth that Bitcoin is ruled by a majority of miners. This is not true. Bitcoin miners "vote" on the ordering of transactions, but that's all they do. They can't vote to change the network rules.
Advertised sites are not endorsed by the Bitcoin Forum. They may be unsafe, untrustworthy, or illegal in your jurisdiction. Advertise here.
1568611322
Hero Member
*
Offline Offline

Posts: 1568611322

View Profile Personal Message (Offline)

Ignore
1568611322
Reply with quote  #2

1568611322
Report to moderator
1568611322
Hero Member
*
Offline Offline

Posts: 1568611322

View Profile Personal Message (Offline)

Ignore
1568611322
Reply with quote  #2

1568611322
Report to moderator
1568611322
Hero Member
*
Offline Offline

Posts: 1568611322

View Profile Personal Message (Offline)

Ignore
1568611322
Reply with quote  #2

1568611322
Report to moderator
Silenox
Full Member
***
Offline Offline

Activity: 546
Merit: 122


View Profile
November 29, 2018, 03:47:46 PM
 #2

Direitos não existem. Seres humanos são movidos por necessidades e desejos (não necessariamente nessa ordem).

O Bitcoin não precisa ser salvo, ele está sendo assimilado pelo sistema financeiro atual, fica o seu legado, vai virar ativo financeiro.
outsidertrader
Jr. Member
*
Offline Offline

Activity: 42
Merit: 4


View Profile
November 29, 2018, 05:03:51 PM
 #3

Consórcio de crédito é uma idéia para empréstimos, provavelmente um produto financeiro no futuro.

Mas o mecanismo que vai substituir os Bancos serão as Cooperativas de crédito em Criptomoedas.

Cooperativas de Crédito, assim como são hoje, Serão formadas por uma pessoa jurídica nos moldes de organização governamental local, composta de sócios (cooperados). Mas ao invés de depositarem nesta cooperativa um valor em Fiat, serão criptomoedas. Os produtos como cartão de crédito, empréstimo a juros, financiamentos etc.. ainda existirão e serão oferecidos aos sócios/clientes/cooperados, no entanto ao contrário dos bancos convencionais o lucro será dos sócios/clientes/cooperados que utilizarem o sistema de contra-partida, sendo eles, poupança, certificados de depósitos Criptobancários e títulos em criptos etc..

Esse é o medo dos Banksters!

Por isso eles têm duas saídas:

1 - Tentar destruir o BTC.

2 - Tentar comprar todos os BTCs possíveis.

 Grin
VicentCris
Newbie
*
Offline Offline

Activity: 11
Merit: 1


View Profile
November 29, 2018, 06:45:15 PM
Last edit: November 29, 2018, 07:08:43 PM by VicentCris
 #4

Direitos não existem. Seres humanos são movidos por necessidades e desejos (não necessariamente nessa ordem).

O Bitcoin não precisa ser salvo, ele está sendo assimilado pelo sistema financeiro atual, fica o seu legado, vai virar ativo financeiro.

Se você quis dizer que direitos não é algo natural, eu concordo plenamente, esse negócio de direitos determinado é coisa de esquerdopatas safados, direito e uma conquista diaria e envolve custos, alguem sempre paga a conta, mas o direito como ação humana esse é real. Quando eu compro algo eu tenho direito de recebê-lo, são as regas do mercado. Como você muito bem colocou, as ações humanas são movidas por necessidades e desejos.

O caso do Grameen Bank que citei mostra uma situação, onde esses desejos e necessidades, por conta dos altos custos de transação, não ocorriam. Por exemplo, quando alguém tem o desejo de emprestar dinheiro e uma outra pessoa tem a necessidade do empréstimo, o mercado faz a correta alocação, mas para isso ele deve ser de livre concorrência, portanto competitivo, na Índia isso não ocorria, os bancos eram extremamente centralizados, fazendo com que a agência optasse por emprestar apenas a quem oferecesse menos riscos, as vezes risco nenhum… A ação dessas agências está correta pois envolve custos, Custos de Transação, porém se tivessem outros bancos para competir, eles flexionariam as exigências aos tomadores, pois haveria uma redução no poder de monopólio.

Quando necessidade e desejos são extorquidos por ações de algum governo, os direitos comuns são violados. Os bitcoins reduz os custos de transação, pois pode providenciar créditos de modo disruptivo, sem fronteiras!

Quanto ao fato dele ser salvo, não me refiro ao sistema de funcionamento, bitcoin é uma maravilha, mas refiro-me ao problema econômico que emergiu pós criação, só não ver quem não quer. Existe um grave problema de crises cíclicas SIM! E consequentemente altíssima flutuabilidade no preço! Quantas vezes o Bitcoin morreu? E quantas vezes mais ele ainda vai morrer?

O sistema financeiro trata o Bitcoin como marionete de pump e dump, as baleias estão dando gargalhas na nossa cara, enquanto enchem os bolsos. Acredito no potencial do Bitcoin, e por isso escrevi o texto, para mim o sistema financeiro deve ser ditado pelo Bitcoin, e não o contrário, mas para isso se faz necessário um estudo econômico, mas precisamente uma engenharia econômica para lançar todo o seu potencial!

Por falar nisso, quanto a metologia desenvolvida do consórcio, que coloquei como resposta a esse problema, teria alguma consideração?
VicentCris
Newbie
*
Offline Offline

Activity: 11
Merit: 1


View Profile
November 29, 2018, 07:03:20 PM
 #5

Consórcio de crédito é uma idéia para empréstimos, provavelmente um produto financeiro no futuro.

Mas o mecanismo que vai substituir os Bancos serão as Cooperativas de crédito em Criptomoedas.

Cooperativas de Crédito, assim como são hoje, Serão formadas por uma pessoa jurídica nos moldes de organização governamental local, composta de sócios (cooperados). Mas ao invés de depositarem nesta cooperativa um valor em Fiat, serão criptomoedas. Os produtos como cartão de crédito, empréstimo a juros, financiamentos etc.. ainda existirão e serão oferecidos aos sócios/clientes/cooperados, no entanto ao contrário dos bancos convencionais o lucro será dos sócios/clientes/cooperados que utilizarem o sistema de contra-partida, sendo eles, poupança, certificados de depósitos Criptobancários e títulos em criptos etc..

Esse é o medo dos Banksters!

Por isso eles têm duas saídas:

1 - Tentar destruir o BTC.

2 - Tentar comprar todos os BTCs possíveis.

 Grin

     As cooperativas de crédito  na minha opinião são importantes!!! Gosto bastante!!! Grin
Porém até isso fica obsoleto com o Bitcoin, note que, não existe mais a necessidade de uma formalização ou uma organização, mesmo com cooperados, pois esses podem ser de qualquer parte do mundo, e necessariamente, apenas estarem afim de lucro, não precisam terem interesses sociais, além de seus ganhos próprios, originalmente não  integrarem de forma cooperativa, pois o Bitcoin consegue ter essa vantagem de cooptar as mais diversificadas  fonte de investimento sem fronteiras, sem distinção de público, de forma livre!
Vc não acha? Wink
outsidertrader
Jr. Member
*
Offline Offline

Activity: 42
Merit: 4


View Profile
November 30, 2018, 01:11:31 AM
 #6

     As cooperativas de crédito  na minha opinião são importantes!!! Gosto bastante!!! Grin
Porém até isso fica obsoleto com o Bitcoin, note que, não existe mais a necessidade de uma formalização ou uma organização, mesmo com cooperados, pois esses podem ser de qualquer parte do mundo, e necessariamente, apenas estarem afim de lucro, não precisam terem interesses sociais, além de seus ganhos próprios, originalmente não  integrarem de forma cooperativa, pois o Bitcoin consegue ter essa vantagem de cooptar as mais diversificadas  fonte de investimento sem fronteiras, sem distinção de público, de forma livre!
Vc não acha? Wink

Não acredito em um mundo totalmente libertário ainda, é um começo mas vai demorar muito até que esteja em plena forma libertária.

Teremos neste século um meio termo, até porque costumes atuais como cartão de crédito, sistema de juros, empréstimos etc estão muito encrustados na sociedade.

O sistema Crédito/Juros é um paradigma inventado pelo sistema Zionista.

O BTC parece ter chegado justamente para quebrar esse sistema.
VicentCris
Newbie
*
Offline Offline

Activity: 11
Merit: 1


View Profile
December 01, 2018, 02:39:44 AM
 #7

     As cooperativas de crédito  na minha opinião são importantes!!! Gosto bastante!!! Grin
Porém até isso fica obsoleto com o Bitcoin, note que, não existe mais a necessidade de uma formalização ou uma organização, mesmo com cooperados, pois esses podem ser de qualquer parte do mundo, e necessariamente, apenas estarem afim de lucro, não precisam terem interesses sociais, além de seus ganhos próprios, originalmente não  integrarem de forma cooperativa, pois o Bitcoin consegue ter essa vantagem de cooptar as mais diversificadas  fonte de investimento sem fronteiras, sem distinção de público, de forma livre!
Vc não acha? Wink

Não acredito em um mundo totalmente libertário ainda, é um começo mas vai demorar muito até que esteja em plena forma libertária.

Teremos neste século um meio termo, até porque costumes atuais como cartão de crédito, sistema de juros, empréstimos etc estão muito encrustados na sociedade.

O sistema Crédito/Juros é um paradigma inventado pelo sistema Zionista.

O BTC parece ter chegado justamente para quebrar esse sistema.

     Vejo mais como uma evolução… acho que o papel do sistema financeiro vigente já vem de uma evolução anterior, e nos permitiu chegar até aqui, porém já não é mais suficiente, as várias crises do sistema culminando em 2008, que fizeram surgir o protocolo do Bitcoin, foi certamente a gota d'água… E a vida é isso uma constante evolução. Considero o papel dos judeus muito importante para o sistema financeiro, o sistema atual não é perfeito, mas é melhor do que o de antes, outros povos também foram importantes como os Chineses, que inventaram o papel-moeda, por exemplo. Não acho produtivo, muito menos haver credibilidade em certas teorias da conspiração e coisas assim, que, com certeza, tem um fundo de verdade, mas é um fundo muito fundo mesmo rsrsrs, sendo mais interessante para quem as enfeita e divulga do que para quem as absorve.

     Mas o objetivo deste texto no fórum, é apresentar a grande inovação do bitcoin, que para a economia certamente e a redução dos custos de transação a um nível próximo de zero. E isso pode sim levar o mundo a algo muito próximo de uma economia plenamente livre, como também esse fator é capaz de provocar uma mudança muito mais rápida do que imaginamos, até porque, se pensasse diferente não estaria tão motivado a comentar sobre o assunto.

     De fato o que impede a adoção massiva do bitcoin é notoriamente as incertezas decorrentes de sua alta flutuabilidade e suas já famosas crises cíclicas, e para resolver isso, acredito que um sistema de crédito, por meio de um consórcio com a criptomoeda, seria o suficiente para cooaptar as pessoas para o mesmo interesse, construindo uma coordenação que promoveria um crescimento virtuoso, atraindo cada vez mais os investidores, consumidores e comerciantes. Por plataformas como essas espalhadas em todo mundo possibilitando crédito fácil e barato, que promoveria um crescimento e um dinamismo econômico nunca antes visto, para todas as nações.
VicentCris
Newbie
*
Offline Offline

Activity: 11
Merit: 1


View Profile
December 03, 2018, 03:22:18 AM
Last edit: December 03, 2018, 02:04:21 PM by VicentCris
 #8

                      Acho que fiquei devendo uma explicação de como o funcionamento do conjeturado consócio poderia possibilitar um rendimento constante aos participantes… oferecendo o tal ciclo virtuoso descrito no post. Deste modo convido a leitura abaixo

   Para simplificar imaginemos uma situação com apenas 3 participantes, como também, que serão sempre os mesmos indivíduos, assim, sem permitir a entrada de mais alguém. Os indivíduos são os consorciados A, B e C. Como todo consorciado, eles sabem que o dinheiro tem valor distinto no tempo, e que ao receber o prêmio (bitcoins) sabem que o rendimento consiste de duas formas; Em recebê-lo antes do período final, como também o simples fato de concorrer pode ser contabilizado como um ganho (é por isso que pessoas compram bilhetes de loteria).

   Supondo que os consorciados A, B e C, para simplificar, possam investir BTC1 por semana no consórcio, isso significa que a carteira desta cota alcançaria, por concurso semanal, o valor total de BTC3, ignorando-se as eventuais taxas do serviço, por simplificação. Para a venda das cotas do consórcio, suponhamos também que a empresa tenha apenas 3 cotas, onde para a venda seria possível a utilização de smart contracts, carteiras multsig, ou ainda tokens utilitários (essa última opção possibilita a liquidação diária, ou seja, caso não se queira mais a cota do consórcio, pode-se vender o token para alguém que queira). Suponhamos que a empresa tenha escolhido a terceira opção, ela oferta aos futuros consorciados A, B e C, portanto, três tokens que representam três resultados distintos de um mesmo sorteio, digamos token gold (TG), token iron (TI), token silver (TS), e, como se sabe, esse é justamente o valor que os supostos consorciados estão disponíveis a investir (que coincidência, não! Wink ). O consorciado “A” fica com TG, o consorciado “B” com TI e “C” com TS.
   
   A empresa determina um período para a realização de cada concurso (obviamente deve ser pré-determinado e não pode haver alterações), supondo que seja semanal, deverá escolher um dia da semana para a realização do sorteio, por se tratarem de três cotas o resultado do sorteio consiste sempre na probabilidade de 1/3.
   Para se determinar o valor óptimo do prêmio, ou seja, o valor adicionado além do valor depositado pelos consorciados, deverá ter as devidas restrições;

i.  Deve atingir o óptimo de Pareto (a última cota contemplada não deverá receber nenhum rendimento)
ii. Os valores deveram ser descontados sempre de maneira proporcional
iii. Deverá sempre existir um valor de compulsório, onde esse valor NÃO poderá ultrapassar ½, do valor em carteira, das cotas perdedoras.
iv. Só poderá resgatar o valor depositado do concurso anterior, como também os seus rendimentos, caso haja, se houver depósitos da cota no concurso atual, e esta for contemplada.

   Deste modo, seguindo as restrições e suposições acima, cogitando a vitória do primeiro concurso seja do TG, logo do consorciado “A”, este poderá receber no máximo 2 BTC, ou seja, um ganho de 100% em 7 dias! Restando ainda um saldo de 1 BTC na carteira do consórcio. No segundo concurso só poderá participar quem realizar um novo depósito. Supondo que no segundo concurso a vitória seja da cota do  TI, o contemplado será o consorciado “B”, este receberá 3 BTC, ou seja, um ganho de 50% em aproximadamente 14 dias! Agora suponhamos que no terceiro sorteio o contemplado seja o token silver, logo o contemplado é o consorciado C, que receberá 3 BTC, portanto, recebera apenas o que foi depositado sem rendimentos nenhum.


   Para poder se visualizar o que ocorreu segue os números a baixo:

                                 Consorciados
                                       A   B   C   Vitoria Percentual Total
Depósitos Concurso#1    1   1   1                                  3
Descontos                       -1   1   1    TG- A                   2
Pagamento                       2   0   0               100%      
                                                                                  Saldo= 1

Depósitos Concurso#2     1   1   1                                 4
Descontos                        1  -1   1    TI- B                     3
Pagamento                       0   3   0               50%      
                                                                                  Saldo= 1

Depósitos Concurso#3    1   1   1                                  4
Descontos                       0   0   0    TS- C                     3
Pagamento                      2   1   3                0%      
                                                                                  Saldo= 1

--------------------
   Nota-se que o saldo sempre termina positivo, assim o consórcio pode funcionar de modo ininterrupto …
  
        Também, pode-se imaginar uma situação com valores diferentes no depósito de cada consorciado, mantendo-se as mesmas prerrogativas, conforme os números do ensaio abaixo:
-



                        Consorciados
                                      A   B   C   Vitoria Percentual Total
Depósitos Concurso#1  1   5   2                                  17.0
Descontos                   -3.5  5   2    TG- A                   13.5
Pagamento                    13.5 0   0               35%      
                                                                                       Saldo= 3.5

Depósitos Concurso#2    10  5   2                                20.5
Descontos                        0  -6   0    TI- B                    16.0
Pagamento                       0  16   0               60%      
                                                                                        Saldo= 4.5

Depósitos Concurso#3    10  5  2                                 21.5
Descontos                        0   0  0     TS- C                   06.0
Pagamento                       0   0  6                0%      
                                                                                        Saldo= 15.5
----------------

   Espero deste modo ter esclarecido o funcionamento desse sistema, que pode agregar valor ao Bitcoin de modo sem precedentes!!! Gostaria dos comentários e críticas suas e de mais pessoas deste fórum…
raonysantos
Jr. Member
*
Offline Offline

Activity: 183
Merit: 5


View Profile WWW
January 26, 2019, 01:50:57 PM
 #9

eu acredito que não é uma questão de ideia e sim, e sim em um trabalho contínuo na educação descentralizada, é um processo lento. e não apenas uma ideia, em si, no momento o que precisamos focar é na educação de sua utilização e citar suas vantagens, educação é tudo.

The Advanced Way To Learn:
Trader Cash (https://tradercash.org)
Pages: [1]
  Print  
 
Jump to:  

Sponsored by , a Bitcoin-accepting VPN.
Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.19 | SMF © 2006-2009, Simple Machines Valid XHTML 1.0! Valid CSS!